08Out
Com medo dos vasos dilatados ou com má formação? Conheça o tratamento para remoção de vasinhos!

Remoção de vasinhos com Escleroterapia: como funciona?

As varizes são veias dilatadas ou deformadas que surgem nas pernas e podem causar dor. Trata-se de um problema bastante comum em mulheres, ocorrendo em mais de 45% da população feminina. Além de prejudicarem a estética, esses vasos também podem aumentar o risco de doenças circulatórias. É nesse momento que entra a Escleroterapia, procedimento que visa a remoção de vasinhos na pele! Entenda mais sobre a técnica, a seguir.

O que é Escleroterapia?

Saiba o que é escleroterapia e o tratamento para remoção de vasinhos

A Escleroterapia é um procedimento estético e clínico que tem como objetivo eliminar os vasos dilatados ou com má formação. Em geral, é feita com a injeção de uma substância esclerosante que promove uma trombose no local e, consequentemente, a fibrose e o desaparecimento da veia. No entanto, existem outras técnicas que são utilizadas para a remoção de vasinhos.

3 tipos de tratamento

  1. Escleroterapia com glicose: feito por injeção de glicose diretamente na veia. É mais indicado para remoção de vasinhos e pequenas varizes;
  2. escleroterapia a laser: um pequeno laser é utilizado para elevar a temperatura do vaso e causar sua destruição. É indicado para eliminar vasinhos do rosto, tronco e pernas;
  3. escleroterapia com espuma: feito por injeção de espuma de dióxido de carbono. É ideal para ser aplicado em varizes grossas.

Dúvidas sobre o tratamento para remoção de vasinhos

Para vasos dilatados ou com má formação, conheça a escleroterapia, tratamento para remoção de vasinhos.

Quem pode fazer?

A Escleroterapia é indicada para pessoas que desejam eliminar vasinhos e varizes. Porém, por se tratar de um método invasivo, deve ser utilizado somente quando outros métodos não surtiram efeito, como o uso de meias elásticas.

Existe contraindicação?

O método de remoção de vasinhos não é indicado para gestantes, lactantes, diabéticos descompensados, pacientes em tratamento de neoplasias, com infecções locais ou com problemas circulatórios.

Quais os efeitos colaterais?

Sensação de queimação no local imediatamente após a aplicação, formação de pequenas bolhas, manchas escuras na pele, hematomas, inchaços e reações alérgicas.

Quais profissionais podem realizar o tratamento?

Somente profissionais da saúde e estética especialistas em técnicas de remoção de vasinhos.

Quais os cuidados pós-tratamento?

No dia anterior à Escleroterapia, é recomendado evitar depilar ou aplicar cremes no local.
Após a realização do tratamento, recomenda-se:

  • utilizar meia de compressão elástica durante o dia da aplicação;
  • não fazer depilação nas primeiras 24 horas;
  • evitar exercício físico no dia da aplicação;
  • evitar exposição solar durante 1 semana.

Quantas sessões são necessárias?

O número de sessões para remoção de vasinhos varia de acordo com o caso. O que temos em mente é: quanto mais grossa e visível, maior será a quantidade de sessões necessárias para sua eliminação.

Os vasinhos podem voltar?

A Escleroterapia é muito eficaz, porém ela não trata a causa dos vasinhos, e sim os elimina. Assim, o tratamento não impede que apareçam novas varizes em outros locais da pele. Portanto, é fundamental manter hábitos saudáveis, praticar exercícios e evitar o excesso de peso para adiar o seu retorno.

Se este artigo sobre remoção de vasinhos com Escleroterapia foi útil para você, não deixe de conferir os outros artigos do blog da Slim Laser! Em nosso canal, abordamos assuntos relacionados a procedimentos estéticos faciais e corporais, além de terapias.

Acesse os links e confira conteúdos exclusivos sobre blefaroplastia sem cortes, alongamento de cílios, criolipólise, microblading e muito mais!

Posts RecentesCategoriasTags